Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

02/03/2016

Brinquei de ser poeta


Brinquei de ser poeta,
Em linhas tortas,
Com palavras incertas.

Revirei gavetas d'alma,
Depois me vi em calma
Comigo em doce conversa.

Brinquei de ser poeta,
Com palavras, rimas,
E mente, quiçá, aberta.

É como passar um arado,
Singrar num mar revoltado,
E desbravar uma floresta.

Brinquei de ser poeta,
E sei que tempo
Não perdi, ora essa!

Já que a si encontrar-se
E assim, só, sossegar-se,
É prêmio grande, na certa.
Gratidão
Author Image

Meri Pellens
Cristã, mãe e blogueira com necessidades físicas especiais. Busco viver cada dia como único, valorizando todos os momentos com olhos fitos no Senhor. Amo trabalhar com blogs e artes digitais.

2 comentários:

  1. Meri, tu não brincas. És! Desde sempre vi, li e soube! bjs, chica

    ResponderExcluir