Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

18 de jul de 2015

Sobre o poder da oração

Para glória do Senhor Jesus!


"A oração tem tanta força e poder que podemos dizer: "Reza e faze o que quiseres", pois a oração te conduzirá ao ato correto e justo. Para agradar a Deus, basta o amor: "Ama e faze o que quiseres", diz o bem-aventurado Agostinho, porque aquele que ama realmente, nada pode querer fazer que desagrade ao amado". Já que a oração é a efusão e a atividade do amor, por analogia podemos dizer: "A oração contínua é suficiente para a salvação". "Reza e faze o que quiseres" e atingirás o fito da oração. Ela te iluminará. Para melhor compreender essa questão, vejamos alguns exemplos:

1. "Reza, e pensa o que quiseres". Teus pensamentos serão purificados pela oração. A oração te concederá o discernimento; suprimirá e afastará todos os pensamentos prejudiciais. E o que afirma são Gregório, o Sinaita. Se desejas afastar os maus pensamentos e purificar o espírito, eis seu conselho: "Expulsa-os pela oração". Nada pode dominar melhor os pensamentos inúteis do que a oração. São João Damasceno também diz a esse respeito: "Vence, pelo nome de Jesus, os inimigos que se apossam de teu espírito. Não encontrarás melhor arma do que esta".

2. "Reza e faze o que quiseres". Teus atos agradarão a Deus e serão úteis e salutares. A oração freqüente, por qualquer motivo que seja, nunca deixa de dar seu fruto, porque nela existe o poder da graça, pois, "todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo" (At 2,21). Por exemplo: uma pessoa que reza sem alcançar o que queria e sem fervor, obteve por essa oração o discernimento e um desejo de arrependimento. Uma jovem que gostava de levar uma vida de diversões, rezou, e essa oração mostrou-lhe o caminho da vida virginal e da obediência aos ensinamentos de Cristo.

3. "Reza e não te dês ao trabalho de vencer tuas paixões por teus próprios meios". A oração os destruirá em ti, "porque aquele que está em vós é maior do que o que está no mundo" (1 Jo 4,4), diz a Sagrada Escritura. E são João de Cárpatos ensina que, se não possuis o dom do domínio pessoal, não te deves afligir, mas saber que Deus te pede a perseverança na oração e a oração te salvará. Um caso comprovante é o do staretz que, — assim nos contam na Vida dos Padres — quando caiu no pecado, não se entregou ao desânimo ou desespero, mas recorreu à oração e por ela readquiriu seu equilíbrio.

4. "Reza e nada temas". Não tenhas receio dos infortúnios, não temas os fracassos. A oração te protegerá e afasta-los-á. Lembra-te de são Pedro que teve pouca fé e naufragou; de são Paulo que orava na prisão; do monge que a oração livrou dos assaltos da tentação; da jovem salva dos maus intentos de um soldado, por causa da oração; e de tantos outros casos semelhantes que ilustram a força, o poder, a universalidade da Oração do nome de Jesus.

5. "Reza de uma forma ou de outra, mas reza sempre e não te desvies dela por nada do mundo".  Sê alegre e tranqüilo. A oração tudo conseguirá e te instruirá. Lembra-te das palavras dos santos — João Crisóstomo e Marcos, o Asceta — sobre o poder da oração. O primeiro declara que a oração, embora oferecida por nós, que estamos carregados de pecados, purifica-nos, imediatamente. Diz o segundo: "Rezar, da maneira que for, está em nosso poder, mas rezar com pureza é um dom da graça". Oferece, pois, a Deus o que está em teu poder oferecer. Apresenta-lhe, antes de tudo, somente o que está em teu poder, e Deus derramará sua força em tua fraqueza. A oração, talvez árida e distraída, mas contínua, criará um hábito, tornar-se-á uma segunda natureza e se transformará em oração pura, luminosa, em admirável oração ardente.

6. Convém observar, antes de concluir, que, se o tempo de tua vigilância na oração se prolonga, não te restará muito tempo para praticar más ações, nem mesmo para nelas pensar.

Compreendes agora quão profundos pensamentos estão contidos nesta sábia afirmação: "Ama e faze o que queres"; "ora e faze o que queres"? Que conforto e consolo para o pecador oprimido por suas fraquezas e que geme sob o fardo de suas paixões desenfreadas.

A oração. Eis o que nos é dado como meio universal de salvação, para fazer a alma crescer na perfeição. É tudo. Mas, quando se faz referência à oração, acrescenta-se uma condição. "Orai sem cessar": é ordem do Verbo de Deus. Por conseguinte, a oração revela sua grande eficácia e todos os seus frutos, quando é oferecida repetida e continuamente, pois a freqüência da oração depende, indubitavelmente, de nossa vontade, enquanto a pureza, o zelo e a perfeição da oração são dons da graça.

Portanto, rezaremos tanto quanto possível; consagraremos nossa vida inteira à oração, mesmo se tivermos de sujeitar-nos, no início, a distrações. A prática freqüente da oração vai ensinar-nos a atenção. A quantidade levará, certamente, à qualidade. "Se quiserdes aprender a fazer bem feito, seja o que for, é preciso fazê-lo sempre que possível", diz um experimentado autor espiritual."

FONTE: Relatos de um peregrino russo.
Gratidão
Author Image

Meri Pellens
Cristã, mãe e blogueira com necessidades físicas especiais. Aprendiz e amante viciada de xadrez, busco viver cada dia como único, valorizando todos os momentos com olhos fitos no Senhor. Amo trabalhar com blogs e artes digitais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário