Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Entendendo a fórmula da Oração de Jesus/Oração do Coração

Para glória do Senhor Jesus!


"As palavras "Senhor Jesus Cristo, Filho de Deus" dirigem o espírito, de modo imaterial, para Aquele cujo nome enunciam. Pelas palavras "tende piedade de mim", o espírito volta-se sobre si próprio, como se não pudesse suportar a ideia de não orar para si mesmo. Quando tiver progredido no amor, através da experiência, ele se vai dirigir unicamente para o Senhor Jesus Cristo, pois terá a certeza evidente do que vem depois (do perdão de seus pecados).

Isso explica por que os santos Padres não dão sempre a oração inteira, mas este integralmente, aquele uma parte, um terceiro outra... conforme as forças, sem dúvida, e o estado de quem ora.

(A oração do coração remonta aos apóstolos, quanto aos elementos essenciais e à sua justificação)... Depois, os Padres acrescentaram e ajustaram as palavras salutares: "tende piedade", sobretudo por causa dos que ainda estavam na infância da virtude, isto é, os principiantes e os imperfeitos... Os adiantados e os perfeitos podem contentar-se com a primeira fórmula... e às vezes até unicamente com a invocação do nome de Jesus, que constitui toda a sua oração...

Essa oração perpétua do coração e o que a acompanha não se obtêm sem mais nem menos, com toda a facilidade, ao final de um curto e modesto esforço. Às vezes isso pode ter acontecido por disposição inefável de Deus, mas em regra geral é necessário muito tempo, sofrimento, esforço corporal e espiritual...

A oração do coração, pura e sem distração, é a que produz calor no coração...

Esse calor elimina os obstáculos que impedem a primeira oração pura de consumar sua perfeição..."

- Calisto e Inácio Xanthopouloi, fim do século XIV.
Gratidão
Author Image

Meri Pellens
Cristã, mãe e blogueira com necessidades físicas especiais. Busco viver cada dia como único, valorizando todos os momentos com olhos fitos no Senhor. Amo trabalhar com blogs e artes digitais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário